segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O Bambu Chines

video

O grande sábio Zaguzi contemplava do alto de uma montanha um belíssimo pôr-do-sol quando certo discípulo, triste, aproximou-se e confessou.

– Durante anos busquei vencer minhas falhas. Mas, infelizmente, sinto que progredi muito pouco. Vejo que continuo injusto, egoísta, intolerante, orgulhoso e invejoso.

– Quando o discípulo terminou suas confissões, o sábio e ele desceram a montanha. Ao chegarem ao pé da montanha, o sábio pediu que o discípulo fosse com ele até sua pequena propriedade, próxima dali. O discípulo não entendeu nada, mas aceitou o pedido.

– Há três anos, com imenso esforço e paciência, plantei sementes de bambu chinês aqui – disse o sábio. Mas até hoje, como você pode ver, nasceram apenas pequeninos brotos.

– Qual o significado disso para minha vida? – perguntou o discípulo, confuso.

– É simples. Durante cinco anos estes bambus crescem debaixo da terra, sem que sejam percebidos. Mas, enquanto crescem, curiosamente, suas raízes se desenvolvem de maneira robusta. Só então, os ramos brotam, começam a crescerem e podem atingir até vinte cinco metros de altura. O mesmo acontece com nossa vida espiritual. Se crescemos da noite para o dia, além de nossa capacidade, podemos passar por problemas inesperados porque nossas raízes, a fé, esperança e o amor, não terão como se sustentar. Quando alguém apenas busca viver os benefícios da vida espiritual, sem pensar em possíveis sacrifícios, pode crescer sem raízes profundas o bastante para manter esse crescimento de pé.

Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento, e às vezes não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu 5.º ano chegará…, e com ele virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava…

O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos e de nossos sonhos… que envolvem mudanças de comportamento, de pensamento, de cultura e de sensibilização, devemos sempre lembrar do bambu chinês para não desistirmos facilmente diante das dificuldades que surgirão. Procure cultivar sempre dois bons hábitos em sua vida: a Persistência e a Paciência, pois você merece alcançar todos os seus sonhos!!!

“É preciso muita fibra para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão e não se deixar quebrar.”

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O homem que sabia demais



Ja foi tema de filme e tambem enredo de musica. O homem que sabia demais na verdade nao era um homem, mas era tambem mulher, menino ou menina. Nao era um so, mas era plural. Uma comunidade, populacao ou talvez uma nacao inteira. Temos muitos homens que sabiam demais, mas que na verdade nao sabem de nada.

Cruel a realidade daqueles que julgam os fatos como uma verdade inquestionavel e absoluta. Nao existe. Nem nas novelas ou filmes. Tudo eh relativo. Ate um carro em movimento pode estar parado, segundo as leis da fisica. Depende dos olhos do observador. E acrescentando: depende principalmente da sensibilidade de quem olha.

Eh preciso relativizarmos os fatos. Na pousada, ja de noite, me dirijo ate o recepcionista e lhe peco ajuda para conseguir um taxi no dia seguinte. Que horas eh seu voo ? ele pergunta. As 15h, respondo. Ele continua em seu estado de quase meditacao e me diz: nao ve que estou ocupado ? Amanha vemos isso, ele finaliza. Saio um pouco perplexo, quase sem acreditar no dialogo.

Minha rasa consciencia ocidental nao percebeu a grandeza daquele instante. Achamos que nao fazer nada eh desperdicio de tempo. Mas nao fazer nada exige sim disciplina e concentracao. E deveriamos todos cultivar esta pratica. Esvaziar as mentes para o aqui e agora. Certamente, este homem estava mais conectado ao universo do que eu, pensei. Nao ha nada demais com planejamento, mas por que antecipar um problema futuro ? Poucos percebem a forca e duracao de um instante. 1 segundo pode durar 1 hora. Depende.

Assim como o mundo esta cheio de "homens que sabem demais", tambem existem inumeros mestres anonimos. Desses que passam quase despercebidos do nosso lado, numa padaria ou estacao de metro. Pessoas simples capazes de nos ensinar com um simples gesto, palavra ou sorriso.

Em balines, "terima kasih" significa obrigado. Talvez seja a palavra mais falada nas ruas. Indonesios nao economizam um "obrigado". Tem de sobra pelos restaurantes, aeroportos ou ruas. Terima kasih tem a mesma forca que a sua sonoridade. No aviao, a aeromoca com o rosto parcialmente coberto pelas tradicoes de sua cultura, uniu as maos em sinal de prece, olhou fundo e disse: terima kasih. Pude constatar e sentir a forca de uma palavra. Nao era um obrigado qualquer, desses que falamos pelos cantos quase como robos programados pelas regras da boa etiqueta e educacao ocidental. Na indonesia, obrigado eh coisa seria. Terima kasih soa como um mantra capaz de aproximar culturas diferentes e criar um vinculo quase emocional de um breve instante.

Palavras tem vida e podem ter a forca de uma musica. So depende se vem da boca ou do coracao. Terima Kasih. E de maos em prece.